Leitura de notícia
Diário do Comércio online - BH (MG) ( Economia ) - MG - Brasil - 24-07-2015 - 10:05 -   Notícia original Link para notícia
Produção de pneus cresce 2%, mas vendas caem 0,6%

São Paulo - A produção nacional de pneus cresceu 2% no primeiro semestre deste ano em relação a igual período do ano passado, divulgou a Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip). De janeiro a junho, foram produzidos 35,8 milhões de unidades, ante 35,1 milhões nos seis primeiros meses de 2014. A alta da produção, contudo, não foi acompanhada pelo crescimento das vendas globais, que recuaram 0,6% no período, ao somarem 37,02 milhões de pneus.

O crescimento da produção foi puxado basicamente pela fabricação de pneus para carros de passeio, que avançou 9,4% no período, para 18,48 milhões de unidades. A produção de pneus para máquinas industriais também aumentou, 18,1%, para 1,223 milhão de unidades. Todas as outras categorias de pneus registraram queda na produção. A mais intensa foi de pneus para avião (-97,4%), seguido por tratores (-18,9%), máquinas agrícolas (-13,7%), carga (-13,4%), duas rodas (-3,9%) e caminhoneta (-2,4%).

A queda nas vendas, por sua vez, só não foi maior em razão do mercado de reposição, única entre as três modalidades que registrou crescimento. No primeiro semestre, a comercialização de pneus destinados à reposição cresceu 10,9%, para 23,55 milhões de unidades. O avanço foi puxado principalmente por altas nas vendas de pneus para carros de passeio (16,7%), caminhoneta (13%) e duas rodas (7,2%). Já a venda às montadoras caiu 18,7%, ao totalizar 7,63 milhões de unidades, enquanto as exportações recuaram 12,1% no período, para 5,58 milhões de pneus.

O presidente executivo da Anip, Alberto Mayer, avalia que a desvalorização do real ante o dólar "não ajudou" a resolver o problema da competitividade brasileira. " preciso rever a questão tributária, os encargos sobre mão de obra, o custo de energia, a burocracia, o abastecimento de insumos e criar novos acordos comerciais para voltar a ter vendas externas crescentes", defendeu em nota. A associação ressaltou que, apesar da queda do volume exportado, a balança comercial das associadas teve superávit de US$ 345 milhões.



Pirelli - A Pirelli encerrou nesta semana o contrato de 121 trabalhadores da fábrica de Santo André, no ABC paulista. A informação foi confirmada pela fabricante de pneus e pelo Sindicato dos Trabalhadores Borracheiros da Grande São Paulo e Região. Segundo o presidente do sindicato, Márcio Ferreira, esses funcionários faziam parte do grupo de 360 empregados que tinham sido admitidos sob o regime de contrato por tempo determinado.

Ferreira explicou que, dos 121 contratos encerrados, 90 já tinham vencido e não foram renovados pela empresa. Os outros 31 foram rescindidos pela Pirelli, com pagamento de multas. De acordo com o dirigente, esse tipo de contrato começou a ser adotado pela companhia há cerca de seis anos. "No acordo, existia uma cláusula que previa que, em crise, esses trabalhadores seriam os primeiros a serem demitidos", ressaltou.

Em nota, a Pirelli afirmou que a medida foi necessária frente ao cenário econômico nacional e ao agravamento da crise da indústria automotiva brasileira, em especial, o segmento de caminhões e ônibus. Além das demissões, a empresa coloca 2,1 mil trabalhadores da unidade em férias coletivas a partir de hoje, até 14 de agosto, paralisando toda a produção. Na fábrica, há ainda 430 trabalhadores em lay-off desde maio, por cinco meses.

A companhia também vai dar férias coletivas, a partir de segunda-feira para 430 empregados da fábrica em Gravataí (RS). Segundo a montadora, apenas a produção de pneus de motocicletas não será paralisada. Já nas fábricas de Campinas (SP) e Feira de Santana (BA), cerca de 340 trabalhadores que estavam com contratos suspensos desde maio estão sendo reintegrados pela Pirelli. (AE)


Nenhuma palavra chave encontrada.
O conteúdo acima foi reproduzido conforme o original, com informações e opiniões de responsabilidade da fonte (veículo especificado acima).
© Copyright. Interclip - Monitoramento de Notícias. Todos os direitos reservados, 2013.