Leitura de notícia
Portal Hoje em Dia ( Horizontes ) - MG - Brasil - 12-01-2018 - 06:00 -   Notícia original Link para notícia
Inspeção educativa orienta clubes sobre cuidados com higiene e manutenção da estrutura

Os 61 clubes em funcionamento na capital serão inspecionados pela Vigilância Sanitária até 15 de março. A ação busca verificar as condições de higiene e estrutura de piscinas, vestiários, lanchonetes e outros espaços de convivência, garantindo segurança à saúde dos frequentadores. Iniciada ontem, a Operação Verão Saudável será realizada no período de calor e férias escolares, quando mais pessoas procuram esse tipo de estabelecimento.

A primeira vistoria foi feita no (), no bairro Jardim Atlântico. Por lá, os agentes não encontraram problemas. A iniciativa foi aprovada pelos frequentadores.

"Acho muito importante a vistoria não só no verão, pois as doenças não aparecem apenas nessa época. Tem que estar de olho o ano inteiro", frisou a artesã Renata Rodrigues Gomes, de 45 anos, que frequenta o há três décadas.

Gerente de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), Wagner Cândido afirma que os estabelecimentos são alvo de fiscalizações de rotina ao longo do ano.

Em 2016 foram 141 visitas nos clubes cadastrados. Os números referentes a 2017 não foram divulgados. Em nota, a pasta disse que nos últimos dois anos não foram aplicadas multas aos infratores, apenas advertências para as correções necessárias.

Principais problemas

Falta de cloro nas piscinas, sujeira e má conservação da estrutura, água acumulada servindo de criadouros do Aedes aegypti, lixeiras sem tampa e ausência de sabonete líquido e papel toalha são as principais irregularidades encontradas nos mutirões, conforme a SMSA.

Na Operação Verão, inicialmente a inspeção terá caráter educativo e os clubes serão orientados a sanar as inconformidades encontradas. Caso as mudanças não sejam realizadas até a primeira quinzena de março, as instituições serão multadas em valores que variam de R$ 372 a R$ 14,9 mil.

As unidades que desobedecerem às recomendações podem, inclusive, ser interditadas, frisa Wagner Cândido. O gerente de Vigilância Sanitária explica que, caso o frequentador suspeite de irregularidade, denúncias podem ser feitas pelo telefone 156 ou internet.

"Ele deve registrar queixa se observar, por exemplo, que a qualidade da água, visualmente, está estranha ou que a estrutura do clube não está atendendo adequadamente", disse.


Palavras Chave Encontradas: Pampulha Iate Clube, PIC
O conteúdo acima foi reproduzido conforme o original, com informações e opiniões de responsabilidade da fonte (veículo especificado acima).
© Copyright. Interclip - Monitoramento de Notícias. Todos os direitos reservados, 2013.